Saturday, October 18, 2008

Informação.

A todos os utilizadores da zapp que com o tarifário Web Sem Limites: Quando o serviço foi lançado em Portugal era impecável, sempre rápido, podia jogar Fear Combat online com um ping de 100-150ms, e fazer downloads a quase 300Kb/s muito perto da velocidade anunciada. Quando uma aplicação efectuou trafego p2p eles telefonaram, eu indiquei que não tinha conhecimento de qq aplicação p2p a correr no pc, mas como bom samaritano iria pesquisar, e procurei melhor, um software de actualização de um jogo usava p2p, informei-os e eles agradeceram a informação e pediram desculpa pelo incomodo causado e pediram compreensão que o serviço ainda era novo, tudo bem disse eu. Por norma fazia entre 500Mb a 800Mb por dia. Até aqui tudo bem. Após alguns meses, começaram a aparecer registos de 2 e 3Gb de trafego diários, eu desliguei a internet por 2 dias pensando que teria apanhado algum malware que causasse tal dado .. mas durante esses 2 dias continuaram a aparecer registos de 2Gb no portal myZapp. O trafego apesar de ser sem limites tinha explicita uma clausula no contracto que impedia o uso abusivo do serviço, embora ambiguo vinha seguido de um exemplo, 1Gb por dia durante 5 dias consecutivos, assim sendo, enviei um mail a avisa-los da situação, eles não responderam de forma clara ('vamos tratar do assunto'), mas não houve repercursões. Até aqui tudo bem. Passados 2-3 meses notei que a internet estava espectacularmente lenta, o messenger sempre a ir a baixo, o google a demorar 20 a 30 seg para abrir... entre outros. Enviei um email a pedir explicações, eles fizeram um teste à minha ligação, telefonaram-me, pediram pra testar uns comandos e apuraram que o problema era o meu PC que talvez tivesse virus. Muito bem, disse eu (de notar embora os teste tenham sido feitos no windows, tinha linux e a velocidade era pouco mais rapida), no mês seguinte formatei o PC, instalação limpa do XP, instalei os drivers da zapp e ... claro ... leeeento como tudo a aceder à net, novo mail para a zapp, desta vez o problema não foi apurado pelo que eles disseram que o remeteriam para a 'equipa tecnica' e este seria resolvido. Ao fim de um par de dias, a internet estava rápida de novo. E tudo estaria bem se não fosse pelo facto de eles terem mais tarde alterado o sistema de gestão de qualidade de serviço (ou algo equivalente) : após 300Mb (medido exprimentalmente) num dia, eles cortam a velocidade para 12-13Kb/s (cerca de 100Kbps). Enviei um email, a pedir explicações, a resposta: variações na utilização da rede. Seria possivel sim ... se não fosse pelo facto de chegada a meia-noite a velocidade disparar, e para confirmar isto, na altura da mudança da hora o 'sistema' da zapp andava pela hora antiga pelo que a mudança de velocidade era à um da manhã. Eu não me ralo muito com o corte de velocidade, embora me incomode um pouco o msn ficar instavel e levar seculos para fazer pesquisas no google (para não falar que jogar online é mentira) Assim após análise do contracto verifiquei que se deram violações do contracto por parte da operadora através da limitação do serviço prestado sem notificação e/ou justificação para a redução de velocidade após efectuados 300Mb de trafego diário, mais especificamente nas condições gerais, clausula 9ª nº.1 alinea a) e nas condições particulares clausula 7ª nº.2, onde é indicada que qualquer alteração no serviço prestado é dada a conhecer ao cliente 24h antes da alteração (caso seja possivel). A este comportamento da operadora isto chama-se agir de má fé, e a adicionar a isso a divulgação de publicidade enganosa (garanto-vos que dificilmente conseguem passar os 400 a 500Mb por dia - 12 a 15Gb/mês - tudo menos ilimitado) A Zapp começou bem, mas descambou rapidamente, se continuarem a olhar para o lucro e não para a satisfação do cliente não vão crescer mais... podendo mesmo ir ao 'chão'. É tudo... e não é pouco... Link do contracto disponivel em zapp.com: http://www.zapp.pt/downloadproducts/outros/Zapp_Contrato_WSL6_51_206.pdf (o contracto tem erros, como passatempo deixo-vos o desafio de os encontrarem)